Poema "Leve, breve, suave" - Fernando Pessoa

Leia, atentamente, o texto apresentado:

Leve, breve, suave
Um canto de ave
Sobe no ar com que principia
O dia.
Escuto e passou...
Parece que foi só porque escutei
Que parou.

Nunca, nunca, em nada,
Raie a madrugada,
Ou ´splenda o dia, ou doire no declive,
Tive
Prazer a durar
Mais do que o nada, a perda, antes de eu o ir
Gozar.

Pessoa, Fernando, Poesias


Apresente, de forma bem estruturada, as suas respostas aos itens que se seguem.

1. Explique de que forma as palavras do primeiro verso traduzem a beleza do canto.

2. O eu refere-se à fugacidade do momento de encanto.
2.1. Que verso melhor o traduz?
2.2. Explique o valor das formas verbais e da pontuação no verso que escolheu em 2.1.

3. O que quebrou esse momento de encanto? Justifique com exemplos do texto.

4. Identifique que sentimentos experimenta o eu poético na segunda estrofe.

5. Relacione a repetição de vocábulos e de sons com a expressão desses sentimentos.

2 comentários:

Joana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Onde é que posso encontrar a correcção das questões?